Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O meu segredo

por Lucelia, em 10.01.14

 

 

Bem sei que de repente parece que voltámos à época dos três Fs, Fátima, Futebol e Fado, pena que não haja um quarto F para Fufas mas um dia chegará o nosso tempo e nessa altura, ai nessa altura, se cuidem porque nós vamos arrasar!

 

Andei aqui na net a ver o que se passava por aí e parece que é só notícias do homem que morreu, tá bem que era bom de bola mas eu nem me lembro de o ver jogar se bem que o futebol nunca foi coisa que me despertasse algum tipo de interesse, e o segredo da outra que foi revelado há uma catrefada de anos mas agora parece que está exposto e ai que lindo que a menina tinha uma caligrafia tão certinha como se ninguém soubesse que antigamente se escrevessemos torto por linhas direitas apanhávamos tantas réguadas nos ossinhos das mãos que havia vezes que nem conseguíamos saber os dias dos meses porque aquilo era tudo altos, não havia buracos para os meses mais curtos nem nada!

 

Agora parece que se fala muito em segredos e anda tudo a contar os segredos deles e dos outros e eu então aproveito e como não sei se duro muito mais tempo porque hoje acordei assim com uma dor difusa que parece que vai e vem e quando vem é como se fosse uma onda a rebentar-se-me assim mesmo a meio da nuca e eu acho que isto é um sinal que a minha vida está por um fio por isso aqui vai disto! Eu… já… não sou virgem! Pronto, contei, está dito, está lançado e escrito este meu segredo que me consumiu durante tantos anos e podem vir agora insultar-me, crucificar-me, chamar-me de porca, promíscua e outras coisas a começar por "p" que eu não estou nem aí, ou por outra por enquanto estou mas acho que a coisa não está para durar por isso amanhã se eu não acordar mais desse sono profundo que é a morte lembrem-se que esta que vos escreve assumiu-se perante vós e partiu deste mundo cruel com a consciência tranquila de quem não deixou nenhum segredo por revelar!

 

O quê? Pensavam que o meu segredo era uma coisa banal tipo ser fufa? Ou algo mais escabroso como matar e comer criancinhas ao pequeno-almoço? Pois, lamento mas já não ser virgem é mesmo o pior erro que assumo nesta minha vida desregrada. E não vou contar pormenores da experiência por dois motivos, ele ainda está vivo e jurou-me que nunca ia contar a ninguém o que se tinha passado entre nós e até ver manteve a promessa se não eu já lá tinha ido partir-lhe a bengala do meu avô nas costas e olhem que aquilo é um cajado de pastor como já não se fazem há anos. E porque as minhas amigas iam ficar tão danadas comigo que em calhando deixavam de me falar e nesta hora em que me sinto assim quase à beira da morte quero partir rodeada por aqueles que mais amo, sem ressentimentos, sem raivas, sem rancores.

 

Podia contar o segredo da Zefa, que ela me disse um dia destes e eu encolhi os ombros, o que é que uma pessoa há-de fazer quando ela me diz que se ganhasse o euromilhões queria ir à Suíca fazer uma operação como aquele rapaz da casa dos segredos e mudar o nome para Zé Tibúrcio em homenagem ao bisavô que parece que era um homem de grande carácter e personalidade e parece que era mesmo o único homem competente da aldeia porque sempre que uma moça precisava de engravidar chamavam-no a ele e nunca deixou nenhuma cliente insatisfeita pelo que a Zefa tem centenas se não milhares de primos por esse país fora.

 

Ou mesmo o segredo da Micaela, porque houve uma altura que ela andava mesmo avariadinha da mioleira e resolveu mascarar-se de travesti e andava aí em bares a engatar homens gay mas a coisa ia dando para o torto porque quando eles percebiam que ela não era um homem, apesar de estar vestida de mulher, ficavam danados e ela arriscou-se muitas vezes a levar uma carga de porrada e a ficar sem dentes ou pior. É uma maluca aquela mulher, destrambelhada mesmo, do pior! Mas depois tem um coração gigante e acabamos sempre por a aceitar de volta mesmo não concordando com estes comportamentos desviantes dela.

 

Ai e os segredos da Rosalina, ai se se soubessem, mas esses não posso mesmo contar porque não só ela ia renegar a nossa amizade para todo o sempre como muito provavelmente a mãe expulsava-a de casa e nunca mais a deixavam entrar na igreja e ela ia acabar a fazer companhia aos sem-abrigo do centro de acolhimento da Torre de Pedras Duras e Escuras. É assim a vida, uns segredos a gente até conta e não vai daí grande mal ao mundo, outros temos que guardar para nós e levar connosco para o túmulo e deixar que se esvaneçam por aí dentro dos estomagozitos dos vermes que se ocuparem de nos esventrar duma forma ordeira e delicada, ou então não se formos cremadas, se calhar vou pedir à Salomé que me mande queimar, e depois que me ponham as cinzas numa urnazinha assim em cima da lareira de onde poderei continuar a presidir às reuniões do nosso clube, e assim me despeço com esta visão idílica diria que quase natalícia das minhas queridas amigas todas à volta da lareira em amena cavaqueira, respeitando o meu legado sáfico, coisas mais lindas!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:40


1 comentário

Sem imagem de perfil

De M a 10.01.2014 às 18:37

É sempre uma dor de barriga de tanto rir, por aqui passar.

Quando eu for grande, quero mesmo entrar neste clube ahah
É um ser fufa com F grande!

Keep on the good work ;)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D


Links

Linques úteis




Sitemetro